Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog À Trois

Blog À Trois

Sem compras | Um post de beleza que não é uma beleza

LG_1390258709418.png

Quarta-feira é dia de post de beleza. Uns dias antes, abro os rascunhos do blog, onde vou criando entradas sempre que tendo uma ideia para um post, e escolho sobre o que me apetece falar nessa semana.

Como vou a Londres daqui a uns dias, a minha cabeça começa logo a disparar listas de compras de produtos de beleza, a sonhar com a Boots, a pensar no que vale mesmo a pena comprar - txiii os bons negócios! - e no que só existe lá e é mesmo bom - mas é que preciso mesmo disto PARA VIVER! *ENTUSIASMOOO*

 

Terra chama Lígia. Ainda bem que  te lembras que um dos teus objetivos para 2015 era ser menos consumista, principalmente daquilo que já tens ao pontapé.

 

Sim, sempre desconfiei que talveeez comprasse acima das minhas necessidades, mas só com a mudança de casa é que me apercebi efetivamente da quantidade ASTRONÓMICA de produtos de beleza que tenho vindo a acumular nos últimos anos. Isto da democratização da beleza, das compras online, dos blogs e canais de beleza no youtube é tudo muito giro, mas tem também o seu lado perverso. E as marcas têm sabido aproveitá-lo muito bem. Acabamos convencidos de que temos de seguir a febre dos must have, de que precisamos mesmo daquele produto fantástico, maravilhoso, milagroso, muitas vezes referenciado e largamente elogiado não porque se gosta verdadeiramente, mas porque se foi pago para o dizer. Quando se fala de maquilhagem então, a coisa fica séria. Mesmo depois de anos a interessar-me por este mundo, continuo a ficar chocada com os post e vídeos das "coleções de maquilhagem". GENTE, maquilhagem não se coleciona, ok?! Tem validade, estraga, faz mal à pele!

 

O resultado de todo este consumo compulsivo? Um armário cheiro de produtos meio gastos e outros tantos em lista de espera para "teste". No fim de contas, nunca se termina nada e mais de metade acaba no lixo, com o prazo de validade vencido, enquanto o ciclo de compra continua de vento em popa.

Eu já comecei a fazer um "inventário" das minhas tralhas* e estou a ponderar iniciar o projeto "Lígia sem compras de beleza por um ano e um par de estalos por deitar dinheiro no lixo". Por isso, desafiei-me (sim, é mesmo um desafio!) a comprar apenas produtos para substituir os que terminarem e para os quais não tenha substituto em lista de espera. E vocês? Quem alinha? Vamos lá, que sofrer em grupo é bem mais fácil!

 

*Nada muito complexo. Agrupei os produtos por função e escolhi um para usar e TERMINAR! Só depois de terminar todos os produtos dessa categoria, poderei comprar novos. A carteira agradece e os armários também.

4 comentários

Comentar post