Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog À Trois

Blog À Trois

Cronograma capilar | Aprende a fazer e salva o teu cabelo

"Comprei uma máscara caríssima e não vejo resultados."

"Usei uma máscara recomendada por uma amiga, supostamente óptima, e afinal o meu cabelo ficou duro!"

 

Quantas vezes já não pensámos ou ouvimos coisas semelhantes a estas?

O que vos trago hoje é a salvação para o vosso cabelo (e, já agora, para a carteira também!). Vamos falar sobre cronogramas capilares.

 

Cronograma capilar, o que é isso?

Um cronograma capilar é uma rotina de cuidados, que se baseia nas três necessidades básicas dos nossos cabelos: hidratação, nutrição e reconstrução.

 

Qual a diferença entre hidratar, nutrir e reconstruir?

Quando hidratamos o cabelo estamos a restituir água.

Quando nutrimos o cabelo estamos a restituir lípidos.

Quando reconstruímos o cabelo estamos a restituir proteínas.

 

Como sei o que o meu cabelo precisa?

Todos os cabelos precisam de hidratação, nutrição e reconstrução, mas pode acontecer que esteja a necessitar mais de uma coisa do que de outra. E o que acontece muitas vezes é usarmos os cuidados errados, sacar da máscara de reconstrução e encher o cabelo de proteína. O resultado? Vai ficar duro e partir. Para identificarmos as necessidades do nosso cabelo temos de olhar para ele com atenção.

Está seco e sem brilho? Precisa de hidratação extra.

Está poroso e com efeito frisado? Precisa de nutrição extra.

Está frágil, elástico e quebradiço? Precisa de reconstrução extra.

 

Qual o efeito de cada um destes processos no meu cabelo?

A hidratação deixa os cabelos leves, desembaraçados e macios.

A nutrição deixa os cabelos sedosos, brilhantes e encorpados. 

A reconstrução deixa os cabelos fortes, resistentes e sela as cutículas.

 

Como escolher a máscara certa?

Esta questão é muito importante. Por vezes, o descritivo da máscara não corresponde exactamente ao seu efeito, por isso, devemos olhar sempre com atenção para os ingredientes. Esta tabela, que encontrei na internet, é uma óptima cábula que podemos consultar antes de compramos qualquer máscara.

untitled.png 

O que preciso para montar o meu cronograma capilar?

São necessárias 3 máscaras, uma para cada necessidade, e um calendário, para marcar os dias. Atenção que as máscaras não precisam de ser caríssimas e de marcas xpto. Façam as escolhas pelos ingredientes! No caso da nutrição, podemos até dispensar a máscara e apostar em óleo de coco, de abacate ou mesmo azeite virgem.

 

Explica lá melhor isso do calendário. Quantas vezes tenho de fazer isto?

Aqui não há uma resposta certa. Cada caso é um caso, e dependendo do tipo de cabelo, do estado inicial e da reacção ao tratamento, devemos sempre adaptar.

Contudo, deixo-vos abaixo dois exemplos de cronogramas-padrão, que funcionam bem em cabelos muito danificados e cabelos fragilizados. Fiz apenas para o mês de Janeiro, mas podem repetir nos meses seguintes, até atingirem um cabelo saudável.

Mas, para atingirem isso, é muito importante terem em atenção a resposta à questão "Como sei o que o meu cabelo precisa?"o cronograma-padrão durante um ou dois meses, mas depois temos de ficar atentas e identificar o estado do nosso cabelo, para lhe poder dar o extra que falava acima. Assim, se vemos que precisa de mais nutrição, por exemplo, substituimos umas hidratações por nutrições.

ATENÇÃO, muito importante! Não devemos alterar a semana da reconstrução. Antes da reconstrução, devemos sempre hidratar e nutrir, de forma a que os fios não fiquem duros e partam.

Para quem já tem cabelos saudáveis, e quer apenas manter, pode fazer uma vez por semana os três passos e ser feliz!

Podem, e devem, imprimir os cronogramas e colar na porta da casa de banho. Comigo funciona para nunca me esquecer!

 

Lígia, diz a verdade, funciona mesmo?

Sim, funciona. Se seguirem certinho, vão ver os resultados.

 

É só clicar na imagem, guardar e imprimir!

Os dias escolhidos são indicativos, podendo ser trocados por outros, mantendo contudo a distância temporal.

 

Muito danificados.jpg

 

Fragilizados.jpg

Um novo ano é sempre uma boa desculpa para iniciar alguma coisa. Vamos lá?

3 comentários

Comentar post